Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

A Lenda do Menino dos Olhos Grandes -Olhão

 

12523197_511263249046073_1987619908718819648_n.jpg

 
Isto é uma história muito antiga. Já os meus avós me contavam esta história que era uma história sobre uma lenda de Olhão.
E a história dizia: contavam as pessoas, de Olhão claro, que aparecia um menino num bairro de Olhão. Olhão tinha vários bairros. Na altura era uma vila, uma cidade de pescadores. A esse menino chamavam-lhe Menino dos Olhos Grandes. As pessoas que lá viviam viram uma vez, uma noite à meia-noite, uma criança que se sentava num canto de uma rua sempre com um cesto de verga no braço. Eram pessoas pobres e usavam aqueles cestos. Todas as noites o menino aparecia naquela rua, até que uma noite uma mulher, por curiosidade, foi ao pé dele para ver melhor, para saber quem era aquele menino, que achavam estranho um menino na rua aquela hora. Então a mulher, depois de se aproximar do menino, viu que era um menino pequenino mas que tinha uns olhos muito grandes, e tentou pegar nele mas não conseguiu porque ele era muito pesado. Ela achou estranho mas não pôde fazer nada: o menino não saía do lugar. Então ela começou a passar esta história e a contar às pessoas o que lhe tinha acontecido, e a partir de ai começou a dizer-se que em Olhão havia um menino encantado, porque todas as noites lá estava o menino. As pessoas tentavam pegá-lo mas ninguém conseguia. E por isso, por causa desta história, assim que começava a anoitecer as pessoas tinham medo de sair à rua porque diziam que o menino tinha um encantamento e então tinham medo de ir para a rua, porque até havia pessoas que diziam que por causa do tamanho dos olhos grandes dele, tinham medo. Haviam pessoas que diziam que o menino só de olhar para as pessoas podia matá-las. E então as pessoas, como tinham medo, não iam para a rua.
Diziam as pessoas que o menino não parava de chorar, e os pescadores à noite, quando vinham do mar, pegavam-lhe ao colo com pena. O que acontecia era que o menino começava a pesar muito e os marítimos deixavam-no cair com o peso. Quando caía no chão, desaparecia com se fosse um encantamento.

http://www.lendarium.org/narrative/a-lenda-do-menino-dos-olhos-grandes-6/?tag=956
Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro,

Fotografia da estátua do "menino dos olhos grandes" em Olhão