Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Linhas do amor

12694864_518570818315316_4869937914183063482_o.jpg

 

Linhas do amor na página da face
Dos valados derrocados, pelas fazendas.
Ó canto da cigarra tresloucado,
Ensurdecendo amêndoas e al- farrobas.
Rosa –dos- ventos;
Almeixário antigo
O figo ao sol,
Esteiras de tabúa em lunipleno…
Venho de al- Gharbe, na memória dos alqueires
E de arrobas…
Que todo este meu canto é agareno,
Que tenho em Ibn Ágil meu farol.

Manuel Neto dos Santos, do livro "Sulino"
(Alcantarilha)

Fotografia - Flor de amendoeira por Euridice Cristo