Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Morre-se por aqui

10986730_391038291068570_8457850165570984198_o.jpg

 

Morre-se por aqui, na letárgica maneira de um pássaro sem interesse pelo voo...

Sustentamo- nos do ar rarefeito, na raridade do sonho possível de um oceano que espera ser desvirginado pela quilha da descoberta...

Morre- se por aqui.
É todo um país que esgravata a pátria lodosa do silêncio...
Todo um país em mim... Como o braço de um náufrago, e a alma escancarada e muda, sem um grito; aberta.

Manuel Neto dos Santos, em " Aurora Boreal, ao Sul", inéditos (2015)
(Monchique)

Fotografia de Pedro Cabeçadas
(Faro)