Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Pontos Cardeais

13305112_562578757247855_2123296595836549853_o.jpg

 

Meu Norte interior, evanescente
Só atingido em pleno
Pelo regresso à minha terra ao Sul
A Leste as emoções outrora inacessíveis ...
Aceito o Poente, o derradeiro ocaso,
Nos belos tons crepusculares
Como um destino longínquo a longo prazo.
A Alegria Procuro em êxtase sem quaisquer planos
Na música, nas viagens, na poesia
E no meu Alentejo, lá mesmo a Sudoeste
Sair da letargia
É viver em apoteose aleatórios anos.

Maria Vitória Afonso, em "Contos e vivências do sudoeste alentejano"
(através de Raúl Alvito)

Fotografia de Pedro Cabeçadas
(Faro)