Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Vem sentar-te comigo

20841722_772056709633391_2295934619637316369_n.jpg

 

Anda, vem sentar-te comigo
nesta falésia, anda ver o mar
sentados devagar sob a copa deste pinheiro
como se não houvesse mais espaço
para preencher. Anda, vem ouvir a nuvem
aproximar-se do ouvido; o começo
da outra vida
de que somos ao mesmo tempo
anfitrião e visita. “O começo é tudo”,
dizia Miró, e tudo
são começos. Anda ver o mar
no rosto da nossa filha, nesta bela paisagem
que nunca mais acaba, nunca mais
nos cansamos nem
descansamos. Anda,
vem sentar-te comigo
neste banco de pedra no alto
da falésia, onde não sei
se o corpo acaba
ou recomeça.

Casimiro de Brito, "Livro das Quedas"

Fotografia - Bordeira por Vitor Pina - Photography