Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

À porta, uma "parrêra"...

1781615_439172139588518_8683882311820620147_o.jpg

 

À porta, uma "parrêra"
Semeada no "alegrête"
À "roda" dela, uma abelha
"Todó dia" num " sansonête"

Às portas alentejanas
Quem não tinha uma "parrêra"?
Com abelhas feitas "maganas"
Comendo as uvas, "ai que cansêra"

Ó Manel " ensaca" as uvas
Diz a Maria, cruzando os braços
Qualquer dia queres uma
Só encontras os "engaços"

Abelha mais atrevida
Não pode ser "trilhada"
Pica, até deixar em ferida
Os dedos, e a mão inchada

Dá cada " ferroada"
Nã tá pra "brincadêra"
Mas que ideia ver plantada
À porta, uma "parrêra"

M. Medeiros
(Mértola)

Fotografia - Mértola por - Ricardo Zambujo Photography

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.