Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Algarve

 

12670538_538821479623583_7951449654181875254_n.jpg

 
Tudo é sol e sangue das nuvens. Florescem as amendoeiras, chora o mar para si mesmo e nos grafismos do poema, a minha terra ao sul é como uma esquina do ar para esta essência, que de palavras tem fome... e assim te ofereço a forma dos meus versos, como se fossem ramos sinceros de suspiros, neste teu amado nome.

Manuel Neto Dos Santos
(Alcantarilha)

Fotografia de Filipe da Palma
(Algarve)