Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Até onde vós estais

12366489_498347617004303_3807313027457731216_n.jpg

 

Estou perante a noite mais profunda,
a delicada noite das raízes: vejo rostos
vejo os sinais e os suores das vossas vidas.

António Ramos Rosa, no livro "Antologia Poética - O Centro da Distância" (1981)
(Faro, 17 de outubro de 1924 – Lisboa, 23 de setembro de 2013)

Arte - Clara Andrade
(Portimão)

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.