Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Beja (Manuel Alegre)

11209632_422079611297771_6387304824812618541_n.jpg

Outros terão talvez outro esplendor.
A cidade de Beja é mais discreta.
Sua beleza é interior
como de página secreta.

Em Beja não vereis o arrebique,
a sua escrita é mais sem ornamento.
Estética de recato, Poesia que
vem de dentro.

Onde outras serão excesso Beja é pouco
mais de sombra que sol é seu circuito.
Procurai no recanto e no reboco
vereis então que Beja é muito.

Eugénio de Andrade, em "Alentejo não tem sombra" (Antologia de Poesia Moderna sobre o Alentejo, Edições ASA)

Fotografia - Arco e muralha. Rua das portas de Beja, por Bruno Palma Fotografía

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.