Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Círculo de Fogo

10255001_528220484017016_7282997694784698430_n.jpg

 

Todos os meus versos são charruas reluzentes apontando ao mar.
Rasgam terras férteis de quem se procura…eis a viagem.
Abrir os braços, tal como a terra se escancara na oferta sublime de se entregar para que se faça, em si, uma outra vontade.

Todos os meus versos são retratos da distância como mistério;
Sou um quase pescador-lavrador-pastor…
Que mo diz a charrua do espanto, perante o universo.

.
Manuel Neto dos Santos, em "Círculo de Fogo" a publicar no dia 20 de março de 2016 em S. Bartolomeu de Messines
Nasceu em Alcantarilha (Silves-Algarve) a 21 de janeiro de 1959.

Fotografia de Vitor Pina - Photography
(Portimão)