Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Dançando com as barcas

10900011_379145382257861_2899194853214315699_o.jpg

 

Agarro todos os sons libertos das marés
E rumo ao sul
Guiado pelo sol e pelo fado

Aceito o sopro de todos os ventos
Nas asas da minha nau
E do meu corpo embalado
Na liberdade das aves marinhas
Que são donas de todos os mares
E das atalaias
De todos os portos ancoradouros

Como se fossem sons de uma guitarra
Dedilho o cordame dos mastros
E com a música misturada no vento
Faço as voláteis manhãs
Como fazem as gaivotas
Dançando
Com as barcas
E as velas de lona

Desfaço as mágoas que trago como lastro
E assim resisto
Às rotas contrárias
Mutando os açoites das ventanias
No bronze salgado
Que me faz o rosto

Fernando Reis Luís
(Monchique)

Fotografia - Quarteira por José Manuel Guerreiro