Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

É plural, o amor.

 

lidia_jorge_gf_20130217.jpg

 

É plural, o amor. Só uma visão antiga, antes de se saber que somos construídos por camadas sucessivas, podia imaginar o amor como um instrumento monolítico. Essa concepção priva as pessoas da alegria e amarra o amor à idade. De facto, não existe essa amarra se formos cultos do ponto de vista psicológico. O amor é um estado de alma que evolui até à morte.

Lídia Jorge
(Loulé, Boliqueime, 18 de junho de 1946)
 
Fotografia de Lídia Jorge