Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Luar de prata

12304397_493586717480393_4649489973738421077_o.jpg

 

Cai, sobre o Algarve, este luar de prata; um corcel andaluz, filho de Agar… e eu deixo, por instantes, o lugar eu sou, todo eu, a luz nefelibata. Disponho, pelo céu, brilho e folguedos num drapejado a relembrara a seda… e a noite vai chegando, pela vereda; e nasce-me um poema, pelos dedos.

Manuel Neto dos Santos, em " Dias de Fazer" (a publicar)
(Alcantarilha)

Fotografia de Pedro Cabeçaas
(Faro)