Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Margem Esquerda

10446325_392616594244073_6028396427566448278_o.jpg

 

Ó Alentejo dos pobres
Reino da desolação
Não sirvas quem te despreza
É tua a tua Nação

Não vás a terras alheias
Lançar sementes de morte
É na terra do teu pão
Que se joga a tua sorte

Terra sangrenta de Serpa
Terra morena de Moura
Vilas de angústia em botão
Dor cerrada em Baleisão

Ó margem esquerda do Verão
Mais quente de Portugal
Margem esquerda deste amor
Feito de fome e de sal

A foice dos teus ceifeiros
Trago no peito gravada
ó minha terra vermelha
Como bandeira sonhada


Urbano Tavares Rodrigues

Fotografia - Alentejo por Bruno Palma

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.