Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Meus ímpetos de luz

12036897_476370932535305_3822717169232462312_n.jpg

 

Meus ímpetos de luz, sobranceiros ao mais secreto dos mundos, pedem- me que vos cante;
Não sei se o faça.
Aqueço, nas mãos, um beijo soalheiro pois que a bênção da tua memória me apunhala, por desgraça.

Meus ímpetos de luz, a noite erguida;
Que há muito já estou morto…
Apregoando a vida.

 

Manuel Neto Dos Santos, "Círculo de Fogo" (a publicar)
(Alcantarilha)

Fotografia - Paulo Carvalho Photography.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.