Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Simples

11407199_440805202758545_3533235341453592305_n.jpg

 
São tão simples estas minhas palavras
Como são os versos que vos deixo
Como água que corre nas levadas
Como pedra que um dia já foi seixo.

São tão simples como roseiras bravas
Ou como quadra escrita por Aleixo,
A canção de amor que me cantavas,
Árvore de sombra que já foi freixo.

São bem simples as coisas de que gosto,
Tal como noite de luar de Agosto,
Como flor germinando deste chão.

Como beijo roubado por amor
A mão presa na minha com fervor,
Sentir desordenado o coração.



Alcina Viegas
(Tavira)

Arte - Clara Andrade

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.