Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Soberbo dia!

´Tavira 3.jpg

 

Soberbo dia! Impunha-se respeito
Perante um mar de luz; da serra ao mar
E se deixei de ver pelo teu olhar
Para contemplar, pela alma, o espaço eleito...
De claridade mais perfeita, e intensa,
Que podem olhos ver noutro lugar;
Al- Gharb, terra amada, o berço e o lar
Ou campa rasa, sem ter deus ou crença.
Soberbo dia! Venerando, fico
Todo o redor desta beleza extrema...
E assim descrevo a luz mas num poema
Que exulto, que descrevo e santifico.

Manuel Neto Dos Santos, em "Do espanto que, pelas sombras, se equilibra à luz do dia claro, à noite obscura" (a publicar)
(Alcantarilha)
 
Arte - Pintura de Tavira por OLAVO CAVACO_Art
 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.