Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL em 13.08.18

Saboreio deliciado a poesia

  Saboreio deliciadoa poesia inata do silencioem cada quase manhã que me acontece.No murmúrio mudo da ondulaçãoem constante e esverdeado vaivém,no canto surdo das avesno rebuliço (...)
RUMO AO SUL em 05.08.18

Ondas

 Ondas que descansam no seu gesto nupcialabrem-se caemamorosamente sobre os próprios lábiose a areia...António Ramos RosaFotografia de Isaura almeida
RUMO AO SUL em 13.02.18

Cheiros da Serra (Monchique)

 O sol na serra cheira a alecrim, A rosmaninho, urze e azinheira. Ribeira rega o chão como jardim E nos vales perdura a laranjeira.A flor da esteva cobre a ribanceira, Que namora o (...)
RUMO AO SUL em 26.06.17

Valados musgosos

 Ao pé dos valados musgosos, poderá não haver sol mas haverá, sempre, poesia... Ao pé dos valados musgosos, poderá não haver nem um pássaro, nem a resina dos pinheiros, mas haverá (...)
RUMO AO SUL em 26.04.17

Lenda de Estoi

 Diz a tradição antiga,Que é a voz do nosso Povo, Que, ao rumor duma cantiga, O que é velho é sempre novo.Só por isso, eu vou narrar O que alguém a mim contou, Numa noite de luar Que há (...)
RUMO AO SUL em 08.08.18

Alinhavo palavras

  Alinhavo palavrascomo quem, sem jeito, costura as dobras do vento.Raízes suspensas no arame deste tempojá sem tempo e sem alento.Vã espera, na esperançaque das próprias trevas do caosna (...)
RUMO AO SUL em 01.08.18

O hálito do mar

 O hálito do marfeito brisa e maresialambe-me as artérias,excitando a glândula da inspiração.Daí a acentuada salinidade do verbo,o remoinho das vogais,no azul das consoantese na espuma (...)
RUMO AO SUL em 29.01.18

Lenda da Ria Formosa

 No tempo antigo de Gharb mourisco, um cristão corria riscos e vivia perigos e a própria natureza emudecia, perdia cor e brilho sob a Lei moura. Nos seus grandes castelos ao longo do Litoral, (...)
RUMO AO SUL em 24.05.17

Sou algarvia e vivo à beira-mar.

Aqui neste Algarve cheio de sol e luz marquei um dia o meu destino numa terra de humildes e heroicos pescadores – a Fuseta. Aldeia piscatória onde decorreu a minha infância, que conheceu (...)