Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Tango

13118876_549071841931880_1445566166195282594_n.jpg

 

Tango.
Tango-te.
Tangas-me.

Os corpos alados
suados
na cadencia dos passos

excitados
enlaçados
na volúpia brava do desejo

limitados
no curto laço dos braços
e da promessa dum beijo.

As mãos nuas
no requebro subtil
da anca bamboleante

O volume
íntimo e exuberante
do mamilo
no cetim do vestido, protuberante.

O atiçar do lume
rítmico da minha coxa
no vértice das tuas.

Tango-te.
Tangas-me.
Pelo tango nos tocamos
e sentimos.

No tango nos amamos
e amando nos saciamos.

Miguel Afonso Andersen(inédito)
(Ferragudo- Algarve)

Fotografia de Vitor Pina - Photography
(Portimão)

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.