Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

RUMO AO SUL

RUMO AO SUL

Vozes do Mar

12109214_482687088570356_964435031077023280_n.jpg

 
Quando o sol vai caindo sob as águas
Num nervoso delíquio d´ouro intenso,
Donde vem essa voz cheia de mágoas
Com que falas à terra, ó mar imenso?

Tu falas de festins, e cavalgadas
De cavaleiros errantes ao luar?
Falas de caravelas encantadas
Que dormem em teu seio a soluçar?

Tens cantos d´epopéias? Tens anseios
D´amarguras? Tu tens também receios,
Ó mar cheio de esperança e majestade?!

Donde vem essa voz, ó mar amigo?...
...Talvez a voz do Portugal antigo,
Chamando por Camões numa saudade!

.
Florbela Espanca, no livro "A Mensageira das Violetas"
(Vila Viçosa, a 8 de Dezembro de 1894)

Fotografia - Zambujeira do Mar (Alentejo) por Nuno Trindade Photography

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.